terça-feira, 22 de outubro de 2013

Os Portugueses Descobriram a Austrália? (Paulo Jorge de Sousa Pinto)

A história dos Descobrimentos é, seguramente, rica em episódios interessantes, protagonizados por figuras emblemáticas de cariz heróico - ou não tão heróico assim - e motivados por razões de fé, de interesse ou outras. É, por isto e não só, um tema inesgotável, mas também a base de alguns mitos que, de fundamentação duvidosa, foram perpetuados através do tempo. Este livro apresenta, através das cem perguntas e respostas que o constituem, uma perspectiva resumida, mas esclarecedora, dos factos essenciais sobre os Descobrimentos, ao mesmo tempo que quebra alguns destes mitos.
Uma das primeiras coisas a chamar a atenção neste livro prende-se com a organização em perguntas e respostas. Esta estrutura, permite realçar os pontos essenciais da longa e vasta história dos Descobrimentos e fazê-lo de forma simples, realçando a informação importante e, uma vez que cada resposta é relativamente curta, sem que a leitura se torne maçadora. Claro que, e sendo a base deste livro algo de tão vasto, haveria certamente mais a desenvolver sobre muitos dos temas e figuras. Ainda assim, não parece ser esse o objectivo e, no que toca à construção de uma boa base sobre o assunto, o livro é muito bem sucedido. De forma sucinta, apresenta o essencial, cativando para a leitura ao mesmo tempo que deixa a curiosidade em saber mais.
Um outro ponto a realçar é a forma como cada resposta é escrita, cruzando referências actuais com a explicação da parte do contexto histórico que se pretende abordar. Além do simples facto de ser refrescante encontrar uma referência literária ou cinematográfica familiar, ou um simples estabelecer de paralelismos entre o passado e a actualidade, algumas das comparações estabelecidas tornam mais fácil a compreensão do contexto, particularmente naqueles pontos mais complexos, em que, ainda que apresentados de forma sintética, é inevitável a referência a múltiplos nomes, sejam de gentes ou de lugares.
É provável que qualquer das questões apresentadas neste livro justificasse um desenvolvimento maior. Ainda assim, esta forma sucinta e cativante de apresentar as coisas permite transmitir uma ideia geral bastante clara, desmistificando alguns pontos importantes e construindo uma boa base para um tema em que há, seguramente, mais a explorar. A soma de tudo isto, é um livro interessante e cativante. Uma boa leitura, pois. 

Sem comentários:

Publicar um comentário