sexta-feira, 24 de maio de 2013

Dignidade (Donna Hicks)

O reconhecimento de um valor intrínseco, de algo que nos é inerente é que merece ser respeitado, da dignidade, em suma, é uma necessidade universal. Mas basta um comportamento condescendente ou uma atitude agressiva para que a dignidade de alguém seja posta em causa. Muitos conflitos - globais ou interpessoais - surgem quando a dignidade de um dos elementos, ou de ambos, é violada. Neste livro, a autora apresenta os pontos essenciais de uma vida com dignidade e as acções que mais frequentemente abalam a dignidade do outro. A partir daqui, a autora analisa situações, breves exemplos de conflitos em relações, em ambiente de trabalho ou até a nível internacional, para uma melhor compreensão do que é, afinal, a dignidade - e das formas de moldar comportamentos de modo a que esta seja respeitada.
Escrito num registo acessível e com uma mensagem que, a cada exemplo, vai sendo reforçada, este é um livro que se centra, essencialmente, no desenvolvimento de um conceito e na forma como este existe no mundo real. É um livro que apresenta sugestões para lidar com certas situações humilhantes, em que a tão referida dignidade é abalada, mas que, acima dessas orientações, cativa pela perspectiva global que a autora apresenta para a forma como a dignidade de cada um - e as formas como esta é abalada - condiciona todo o tipo de relações. É fácil deduzir os efeitos de alguns dos comportamentos referidos pela autora, mas o que surpreende é a forma como essas acções, por vezes inconscientes, acabam por ter uma importância crucial. E em todos os tipos de circunstâncias.
Através dos exemplos, a autora expõe as suas teorias, conjugando-as também com ideias de outros autores. O resultado global é muito interessante e também muito fácil de assimilar. Cada um tem diferentes experiências ao longo de vida, mas é fácil criar empatia para com muitas das situações relatadas. Fica, é certo, nalguns casos, a impressão de que a mensagem sairia reforçada se o exemplo fosse mais desenvolvido (narrado como uma história completa, em vez de surgir como fragmento de uma situação). Ainda assim, o essencial está lá, e a mensagem é claríssima.
A impressão que fica deste livro é, por isso, a de uma leitura cativante e com uma mensagem importante sobre a qual reflectir, além de algumas ideias úteis para encarar a vida - e a vida com dignidade - de uma perspectiva mais racional. Um livro interessante, em suma. Gostei.

Sem comentários:

Publicar um comentário