sexta-feira, 19 de abril de 2019

Feitiço Secreto (Linda Chapman)

Maia, Sita, Lottie e Ionie podem ter conseguido vencer uma Sombra, mas a vitória está longe de assegurada. Continuam sem saber quem anda a usar magia negra para influenciar as pessoas e um sonho acaba de revelar a Maia que há mais Sombras a caminho. Mas nem tudo são más notícias: a magia das quatro tornou-se mais forte e também a amizade que as une parece mais coesa do que nunca. Mas a chegada de uma desconhecida e um súbito acesso de medos deixam bem claro que há uma nova batalha a travar.
Com toda a simplicidade e inocência necessárias à construção de um bom livro juvenil, mas também suficientemente vasto para cativar leitores mais crescidos, este é um livro que, à semelhança dos anteriores, consegue despertar a atenção de leitores de todas as idades. Sendo, claro, os mais novos o seu público de eleição, não surpreende que a história seja bastante simples, mas há, ainda assim, tanta magia e uma tão agradável ternura a povoar esta história que é difícil não terminar a leitura com um sorriso nos lábios. Mesmo que a infância já tenha ficado muito lá para trás.
À semelhança dos livros anteriores, o desenvolvimento da história é bastante linear, começando com o surgir de uma nova ameaça e encaminhando-se depois no sentido da neutralização. Além disso, se o ponto comum do lado dos "bons" são os Amigos Estrela, também o elo comum do lado dos "maus" começa a tornar-se bastante evidente. Tanto que, embora a identidade da desconhecida que anda a praticar magia negra ainda não seja revelada neste terceiro volume, já há uma suspeita bastante provável. Ainda assim, é curioso notar que esta relativa previsibilidade não tira encanto à história, não só porque é fácil compreender a inocência das protagonistas, mas principalmente porque há coisas que podem ser óbvias, mas o caminho e os sentimentos que o definem não é assim tão fácil de adivinhar.
E, claro, mais uma vez importa referir as ilustrações, que, além de darem rosto e forma às personagens e aos objectos, tornam também a leitura mais cativante, pois complementam a experiência com as suas imagens bonitas e a atribuição de uma figura familiar às principais personagens desta história. Cada livro é, em grande parte, independente, mas há um caminho a percorrer e, para quem acompanha a série desde o início, reconhecer as personagens não só ao nível da história, mas também visualmente, cria uma agradável sensação de familiaridade.
Somadas as partes, fica a impressão de mais uma história relativamente simples, mas sempre muito cativante, com um quarteto de protagonistas muito interessante e uma história repleta de magia e de amizade. Uma boa história, portanto, e uma boa leitura para miúdos e graúdos.

Autora: Linda Chapman
Origem: Recebido para crítica

Sem comentários:

Publicar um comentário