terça-feira, 31 de julho de 2012

A Saga de Alex 9 (Bruno Martins Soares)

Enviada para o espaço com uma missão de contornos misteriosos, Alex 9 tem como maior trunfo a sua perícia nas artes do combate, resultado do treino administrado pela corporação que a adoptou. Mas há demasiadas coisas que Alex não compreende e não tarda até que as coisas comecem a correr mal. Sem saber exactamente o que aconteceu, Alex dá por si num outro planeta, com características muito semelhantes às da Terra, mas com povos e um estado de evolução muito diferentes. E em guerra. Assim, Alex vê-se envolvida nos conflitos da Segunda Terra, um mundo em que o tempo parece aproximar-se à época medieval, mas onde há sinais de um conhecimento que não deveria existir naquele cenário. E, ao mesmo tempo que, no seu mundo de origem, outras forças em guerra parecem determinadas em interferir na sua missão, Alex descobre-se no centro de uma profecia e de um destino que mal consegue vislumbrar.
Ainda que os dois primeiros volumes tenham já sido publicados em livros separados, nada se perde ao ler toda a saga de seguida. Muito pelo contrário. Sendo este um mundo tão vasto em pormenores e com um tantas personagens para descobrir, há toda uma série de pormenores e pequenas pistas a (re)assimilar, permitindo ter mais presente o passado ao chegar ao volume final e às novas revelações. Assim, mesmo para quem já leu os volumes anteriores, vale a pena reler e acompanhar, desde o início, as aventuras de Alex 9. Até porque há muito de bom para descobrir nesta saga.
Apesar de apresentar um mundo complexo e rico em pormenores, sendo de realçar neste aspecto a forma como o autor encaixa no seu cenário aspectos característicos de diferentes culturas, a história nunca perde envolvência. As descrições são apresentadas de forma gradual, encaixadas numa história onde a acção é uma constante e o percurso de crescimento das personagens é marcado por um ritmo intenso de acontecimentos. Sem pausas, sem momentos mortos, há sempre algo interessante a acontecer, e é isso, principalmente, que alimenta a curiosidade em saber mais.
A este ritmo compulsivo e ao mundo (ou mundos) cuidadosamente construído, junta-se um conjunto de personagens carismáticas. Dos protagonistas, destaca-se a força, aliada a uma interessante filosofia de vida e a uma personalidade carismática. Dos que os rodeiam, marcam as relações que vão sendo reveladas, bem como o papel inesperadamente importante em alguns dos grandes eventos.  Tudo isto com a acção como foco essencial, mas sem perder de vista as características de personalidade que despertam empatia e a forma como as personagens encaixam no cenário em que se encontram.
Conjuga-se, assim, toda uma série de elementos muito diferentes, para dar forma a uma história surpreendente e que é desenvolvida num equilíbrio quase perfeito entre todos esses aspectos. O resultado é um enredo viciante e cheio de acção, complexo, mas sempre envolvente e com um vasto e surpreendente mundo para descobrir. 
Cativante em todos os aspectos, com um núcleo de personagens tão fascinante como o mundo em que se movem, A Saga de Alex 9 desenvolve, a um ritmo impressionante e com as medidas certas de acção, mistério e emoção, uma história que, culminando num final intenso e surpreendente, transcende, em muito, o percurso da sua protagonista. A impressão global é, pois, a mais positiva. Recomendo.

1 comentário:

  1. Li Alex 9- A Guardiã da Espada e adorei!
    Parabéns pelo blogue:)

    ResponderEliminar