segunda-feira, 13 de setembro de 2010

O Templo da Glória Literária (Miguel Almeida)

É também com os livros que lemos que se desenvolve a natureza do que somos. É essa a ideia base transmitida por este livro que é, na sua totalidade, um tributo poético aos grandes nomes da literatura. Remontando a nomes tão antigos, mas tão essenciais, como Homero, e avançando até perto da actualidade, cada poema é uma reflexão sobre a vida e a obra de um autor, no que resulta como uma homenagem bastante interessante.
Cativante na sua globalidade, este é um livro que, provavelmente, será melhor apreciado se lido aos poucos, já que - e principalmente nas duas partes finais - cada poema apresenta, por si só, um ponto de vista muito claro relativo ao autor a que se refere. E isto torna-se particularmente interessante se houver algum conhecimento da obra do autor em questão, criando, de certa forma, um termo comparativo entre a visão do poeta e a própria visão do leitor relativamente ao autor que dá tema a cada poema.
Interessante e de leitura agradável, um conjunto de poemas que, numa clara homenagem, reflectem bem a visão do autor relativa à obra de tão diferentes poetas. Gostei.

2 comentários:

  1. Olá.

    Passatempo novo no Prazer da Leitura
    http://oprazerdaleitura.webnode.com.pt/

    Toca a participar :)

    Bjs
    Bruna
    Prazer da leitura

    ResponderEliminar
  2. Primeiro que tudo, aproveito para agradecer a crítica ao meu livro. Na verdade, penso que se trata de uma crítica que capta o essencial dos objectivos que eu tinha em mente quando fiz o meu livro. Mais ainda, dá-os como alcançados, o que me satisfaz e honra bastante. Homenagear alguns dos vultos maiores da poesia de todos os tempos - os ditos imortais que habitam no interior do templo da glória literária -, procurando chamar, ainda assim, os leitores para uma interacção que, no essencial, passa por eles, por mim e pelos poetas que habitam a minha versão de o templo da glória literária, foram efectivamente os maiores objectivos que pretendi alcançar com este trabalho. Deixo a palavra aos leitores para dizer se eles foram ou não alcançados.

    Miguel Almeida

    ResponderEliminar