sábado, 11 de dezembro de 2010

Heavenly (Jennifer Laurens)

Zoe nunca teve uma vida fácil. A irmã é autista. O irmão tem um problema com drogas. E Zoe precisa de fugir de tudo isso, portanto, refugia-se no álcool. Mas a sua vida muda por completo no momento em que conhece Matthias, o anjo da guarda da sua irmã. Mais ninguém o consegue ver, mas Zoe encontrará na sua natureza angelical a direcção a seguir para mudar a sua vida. E para encontrar o amor, ainda que pareça impossível.
Um dos elementos de maior impacto que fica depois da leitura deste livro é a força da sua mensagem. Numa situação onde as dificuldades parecem surgir de toda a parte, a autora cria uma protagonista que tem, também as suas falhas - mas uma natureza generosa, apesar de tudo - e, ao cruzar o seu caminho com o de um anjo, consegue representar de forma tocante o inevitável conflito entre lutar contra as dificuldades ou simplesmente ceder ao caminho mais fácil. Isto reflecte-se também em Matthias que, apesar daquilo em que se tornou, não foi perfeito durante o seu tempo de vida e isso reflecte-se numa natureza que, contrariamente ao que, por vezes, se associa a um espírito guardião, não é, de todo, demasiado séria e solene.
E, para lá de personagens por si só fascinantes, há toda uma história de aprendizagem, onde o elemento sobrenatural é um auxílio, mas não é tudo. As aventuras e desvios de Zoe servem também para mostrar que nem tudo é perfeito, mas que isso não significa que desistir seja a melhor opção. E a crescente ligação que se estabelece entre ela e Matthias é simplesmente bela na sua força.
Falta referir o ritmo crescente de acontecimentos que, num livro envolvente desde a primeira página, torna a leitura mais e mais viciante, para culminar num final surpreendente e que deixa a inevitável vontade de saber mais sobre estas personagens que, nos seus momentos bons, mas também nos mais difíceis, não deixam de falar às emoções.
Envolvente, emotivo e forte na sua mensagem, um livro cheio de esperança, mesmo nos seus momentos mais sombrios e também uma muito interessante abordagem à possibilidade da existência de espíritos/anjos e de uma vida para lá da vida. Muito bom.

1 comentário: